Skip directly to content

Meio ambiente: pequenas ações grandes impactos

Estilo de Vida e Viagem

 

Meio ambiente: pequenas ações grandes impactos

Sempre é tempo de criar hábitos. Cada pessoa tem um dever com o mundo e a sociedade em que vive: cuidar. E é através desse olhar cuidadoso que é possível desenvolver uma rotina condizente ao seu papel como cidadão. Pequenas ações cotidianas reverberam em grandes impactos ao meio ambiente. Veja, neste artigo, como contribuir para que suas atitudes rumem à preservação do patrimônio natural.

1. Diminua sua produção de lixo.

É simples: evite descartar itens em sua casa e trabalho. Hoje, a sociedade pensa de uma maneira em que tudo o que não é mais interessante se torna descartável.

Quando um objeto de plástico é descartado, ele demora mais de cem anos para se decompor. Se o descarte é irresponsável, o material pode ainda prejudicar a organização de vida que existe no meio ambiente: o solo é contaminado, as plantas podem morrer, animais que se alimentam delas são contaminados, assim como os peixes que estão em águas sujas. Como resultado, as substâncias tóxicas desse processo também podem chegar até sua mesa.

Para produzir menos lixo é preciso repensar toda a lógica de consumo presente no dia-a-dia, tanto para entender o que é realmente necessário quanto para, ao comprar algo, escolher materiais menos prejudiciais ao meio ambiente.

- Evite utilizar itens descartáveis - eles aumentam muito sua produção de lixo, o que consequentemente faz crescer a quantidade de plástico no meio ambiente. Dê preferência a objetos individuais de vidro, silicone ou metal, que você pode higienizar e reutilizar inúmeras vezes;

- Planeje bem suas compras para evitar desperdício de alimento - cozinhar o que é necessário e prestar atenção aos prazos de validade são boas estratégias para o consumo consciente;

- Consuma menos embalagens - dê preferência aos itens que possuem opção de refil ou então aos que têm embalagem retornável;

- Utilize suas próprias sacolas - evite empacotar suas compras em saquinhos plásticos individuais - uma sacola de tecido pode embrulhar diversos produtos e ser utilizada em todas as suas compras.

2. Recicle

A reciclagem é uma solução para dois problemas: além de diminuir a quantidade de lixo em decomposição que contamina o meio ambiente, também promove um nicho de mercado lucrativo, que gera empregos.

Reciclar é simples: basta separar todos os itens feitos em plástico, vidro, metal ou papel de seu lixo orgânico. A partir daí, empresas de reciclagem poderão transformar esses materiais em outros produtos. Com a reciclagem, seu lixo se torna matéria-prima.

Caso o lugar onde você mora não tenha coleta de materiais recicláveis, veja aqui onde você pode fazer esse descarte.

3. Faça escolhas conscientes

Muitas vezes pequenas ações passam despercebidas na rotina, mas precisam ser mudadas. Apesar de cômodas, podem apresentar um comportamento egoísta em relação à sociedade. Coloque em prática:

- Apague a luz, feche a torneira - evitar o desperdício de água e luz em casa é uma maneira de diminuir a demanda de produção de energia, poupando recursos naturais. Basta apagar as luzes ao sair de um cômodo, fechar a torneira enquanto se ensaboa ou escova os dentes, desligar eletrodomésticos da tomada quando estiver em desuso.

- Troque a ida de carro por uma caminhada, um passeio de bicicleta ou pelo transporte público - naquelas pequenas saídas em que se tem tempo de sobra ou que são muito perto de sua residência, é possível trocar o meio de locomoção. A bicicleta promove o condicionamento do corpo e não emite nenhum poluente, enquanto os transportes públicos levam uma grande quantidade de pessoas de uma vez, diminuindo os trajetos e emissões individuais. Caminhadas também podem ser uma opção.

4. Repense suas compras e adote o conceito de consumo consciente

Repensar o estilo de vida é refletir sobre o seu consumo e como ele impacta sobre você mesmo, sobre a economia local, sobre as relações sociais e sobre o meio ambiente.

A humanidade consome 30% mais recursos naturais do a Terra possui capacidade de se renovar. Se assim continuar, logo serão necessários dois planetas para atender às demandas de água, energia e alimentos atuais.

Ter consciência sobre isso pode mudar alguns hábitos de consumo, pois faz refletir sobre o que é necessário adquirir, de quem é melhor comprar, como esse item será utilizado e, depois, se será descartado. Pensar dessa forma auxilia na amenização dos impactos negativos do consumo ao meio ambiente. Ao comprar algo, leve em conta:

- A necessidade daquele produto - roupas, sapatos, acessórios e outros itens geralmente são acumulados nos guarda-roupas e ficam meses sem uso. É realmente necessário comprar mais uma peça? E, se você já adquiriu um novo item, por que não doar os antigos que estão em desuso?

- A empresa da qual você irá comprar - o consumo consciente valoriza marcas locais, pequenos produtores e empresas que possuem responsabilidade socioambiental por meio de suas práticas cotidianas.

- Como ele será descartado - é importante conhecer os materiais com que os produtos que você comprou são feitos. Este item é feito para ser utilizado apenas uma vez?

Para uma vida consciente, é preciso ponderar e colocar em equilíbrio as comodidades e satisfações pessoais em relação à sustentabilidade da sociedade e do meio ambiente, como um todo.

 

Referências

https://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/producao-e-consumo-sustentavel/consumo-consciente-de-embalagem/quem-e-o-consumidor-consciente.html - acessado em 03/07/2020

https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/pequenas-atitudes-podem-diminuir-producao-de-lixo-da-cidade/32655 - acessado em 03/07/2020

https://www.setorreciclagem.com.br/3rs/qual-o-tempo-de-decomposicao-dos-materiais/ - acessado em 03/07/2020

 

PP-PFE-BRA-2865