Skip directly to content

Como se manter atualizado no mercado de trabalho depois dos 50 anos?

Dinheiro e Carreira

Vivendo mais tempo e com mais saúde, pessoas acima dos 50 anos estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho. Mas, para garantir espaço nesse cenário competitivo e dinâmico, os profissionais maduros devem buscar constante atualização e se manter abertos para aprender.

Dicas para se atualizar no mercado de trabalho depois dos 50 anos

Ensine e aprenda com os mais jovens - mesmo que você tenha o dobro da idade e da experiência de alguns de seus colegas de trabalho, procure reconhecer que cada um de vocês tem conhecimento para compartilhar. Interagir com profissionais das novas gerações é uma ótima maneira de acompanhar as mudanças. Além disso, mostre-se disponível para orientar e compartilhar seu conhecimento.

Seja flexível - mantenha a mente aberta para novas formas de trabalho e tenha disponibilidade e iniciativa para assumir novos projetos. Se você continuar a crescer, será visto como alguém que se adapta aos desafios em qualquer idade.

Recicle suas qualificações constantemente - para se manter competitivo no mercado de trabalho depois dos 50 anos, é importante que você sempre busque oportunidades de se aperfeiçoar na sua área profissional, seja através de plataformas de aprendizado online, cursos livres oferecidos em universidades, workshops ou programas de treinamento dentro da própria empresa.

Acompanhe a tecnologia - para sobreviver no mercado de trabalho nos dias de hoje, não há como fugir da tecnologia. Então, deixe de lado o pensamento “isso é coisa de jovem”. Embora a geração que já nasceu na era digital possa ter mais afinidade com esse universo, isso não significa que você não possa aprender a usar novos aplicativos ou programas. Não hesite em pedir ajuda, se precisar.

Melhore sua presença online - em muitos setores, o processo de contratação migrou para a internet. Criar um perfil profissional em redes sociais como o LinkedIn pode ser útil ao procurar um emprego. Também tenha em mente que é comum os empregadores conferirem o perfil dos candidatos e dos próprios funcionários na rede. Por isso, é importante aprender a usar as configurações de privacidade das redes sociais que você usa e evitar postagens que possam ser consideradas inadequadas.

Mantenha seu currículo atual - se você já está no mercado de trabalho há três ou quatro décadas, certamente tem experiências e habilidades de sobra para colocar no currículo. Porém, você não precisa listar todas elas, apenas as que são relevantes para o cargo oferecido. Foque em mencionar seus trabalhos dos últimos 10 a 15 anos. Não escreva muita coisa e destaque os seus pontos fortes para despertar o interesse do recrutador.

 

Referências

https://hbr.org/2019/09/the-case-for-hiring-older-workers  - acessado em 15/12/2019

https://knowledge.wharton.upenn.edu/article/can-baby-boomers-survive-rise-millennials  - acessado em 15/12/2019

https://www.learnhowtobecome.org/career-resource-center/career-changes-after-50 - acessado em 15/12/2019

 

 

PP-PFE-BRA-2377