Skip directly to content

Como lidar com perdas na terceira idade?

Envelhecimento e Sociedade

Envelhecer é viver mais e, durante essa trajetória, as perdas são inevitáveis, principalmente a partir de uma certa idade. Perder autonomia e pessoas queridas, aposentar-se e ter problemas de saúde pode não ser fácil para algumas pessoas. Mas aprender a lidar com as perdas que o envelhecimento pode causar é fundamental para ter uma melhor qualidade de vida. Continue a leitura para saber como é possível administrar as perdas na terceira idade.​

 

Tipos de perdas na terceira idade 

Emprego - sair do mercado de trabalho pode representar, para muitas pessoas, uma perda na terceira idade. Mas, por outro lado, também é a conquista da aposentadoria. Seja como for, noções de tempo, dinheiro e o seu papel social são alterados. Por isto, énecessário se adequar à nova realidade. O tempo que o trabalho ocupava deve ser direcionado agora para outras atividades: viaje, bote a leitura em dia, pratique exercícios, adquira novos hobbys, aprenda um idioma. Faça o que tiver vontade, só não fique com o corpo e a mente parados, pois a falta de estímulo e de exercícios é uma porta aberta para vários problemas de saúde, inclusive a depressão.​

Memória - não se cobre demais, um esquecimento ou outro é normal, não chega a ser uma perda na terceira idade. Até os jovens estão mais esquecidos hoje em dia devido às facilidades que a tecnologia proporciona. Com o passar dos anos, a senilidade é inevitável, mas, para retardá-la o máximo possível, estimule a memória. Leia, faça palavras cruzadas, jogue xadrez. Aliado a isto, tenha um estilo de vida saudável, com rotina de exercícios e dieta balanceada. Zelar pela sua memória também é uma maneira de manter a sua independência. ​

Mobilidade e autonomia - envelhecer não significa, necessariamente, que você não possa mais se cuidar sozinho. Por outro lado, é importante ter em mente que há uma incidência maior de doenças nesta fase da vida, como problemas reumatológicos, que podem comprometer a mobilidade e afetar diretamente a autonomia. É importante saber que é possível fazer tudo, desde que você respeite as limitações do seu corpo. E não há problema algum em receber ajuda de familiares e amigos. Afinal, você já cuidou de muitas pessoas, é a vez de elas retribuírem.​

Pessoas - uma das perdas na terceira idade mais temidas é a de entes queridos, pois, além da dor emocional, vem a sensação de solidão. Cada um tem uma forma de lidar com luto, mas é preciso vivenciá-lo plenamente para, na hora certa, vencê-lo. Pular esta etapa pode originar outros problemas. Por exemplo, a depressão. Respeite o seu momento; não tenha medo de falar, muito menos vergonha; busque apoio da família e dos amigos; entenda que é possível aprender a conviver com a dor e até superá-la. E não é porque você está envelhecendo que não possa fazer novas relações. Não que seja possível uma pessoa substituir outra, mas ter uma vida ativa e ampliar o círculo social cria laços que nos ajudam a enfrentar as dificuldades.

 

Conteúdos relacionados no site Envelhecer sem Vergonha

  • Chegue cedo. Fique até tarde. Mudando a atitude perante a velhice

https://www.envelhecersemvergonha.com.br/content/chegue-cedo-fique-at%C3%A9-tarde-mudando-atitude-perante-velhice

  • O que acontece quando você envelhece?

https://www.envelhecersemvergonha.com.br/content/o-que-acontece-quando-voc%C3%AA-envelhece

  • Descubra quais são os 7 maiores medos do envelhecimento

https://www.envelhecersemvergonha.com.br/content/descubra-quais-s%C3%A3o-os-7-maiores-medos-do-envelhecimento

 

Referências