Skip directly to content

Conheça as melhores cidades para envelhecer no Brasil

Envelhecimento e Sociedade

O que Santos, Florianópolis, Porto Alegre, Niterói e São José do Rio Preto têm em comum? São as cidades com melhor qualidade de vida para quem tem mais de 60 anos. É o que mostra um estudo que analisou 150 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes.

A indicação das melhores cidades para envelhecer se baseou em diversos critérios na pesquisa realizada pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O primeiro é o bem-estar, ou seja, se a cidade possibilita que as pessoas mantenham um estilo de vida saudável. Depois, cuidados de saúde, acesso ao lazer e a atividades culturais, educação e trabalho, desempenho econômico e condições de habitação.

 

Ranking das cinco melhores cidades para envelhecer no Brasil, segundo pesquisa.

 

  1. Santos (SP) – a cidade ocupa o primeiro lugar no ranking pelo bom resultado em todos os quesitos, por exemplo: boa oferta e participação de idosos em atividades culturais e o grande número deles com acesso a planos privados de saúde. Além disso, como o PIB de Santos é alto, a cidade tem um percentual pequeno de população com baixa renda. E, na área sentimental, Santos também está no topo, pois os casamentos de idosos são frequentes.
     
  2. Florianópolis (SC) – possui um grande número de idosos com alta renda e se destaca em cultura e engajamento, principalmente pela autonomia das pessoas na terceira idade em relação às suas famílias. Também foi classificada pela ONU como a capital brasileira com o melhor índice de desenvolvimento humano (IDH). Mas, para quem está interessado em achar sua cara metade, a frequência de casamentos entre idosos é baixa, ao contrário do que acontece em Santos.
     
  3. Porto Alegre (RS) – grande quantidade de condomínios voltados para a terceira idade, grande número de profissionais de enfermagem por habitante e baixo índice de idosos dependentes. Estes foram alguns quesitos que garantiram a Porto Alegre o terceiro lugar entre as melhores cidades para envelhecer no Brasil. Para melhorar a sua posição, a cidade precisa ampliar a distribuição de renda e oferecer mais oportunidades de educação para a terceira idade.
     
  4. Niterói (RJ) – é a cidade com o maior índice de médicos por habitante, além de um grande número de leitos. O quesito cultura e engajamento também ganha força devido a Niterói ter o maior índice de acesso à internet fixa entre as cidades analisadas. Para conquistar uma posição melhor no ranking, ela precisa melhorar algumas questões, como a distribuição de renda.
     
  5. São José do Rio Preto (SP) – se destaca em educação, trabalho e saúde, mas ainda pode melhorar em alguns aspectos nestas áreas, por exemplo: no índice de pessoas na terceira idade matriculados no ensino superior, na oferta de clínicas geriátricas e no acesso aos planos de saúde privados.